Notícia

CARTA ABERTA À COMUNIDADE MATELANDENSE

sexta, 27 de março de 2020
CARTA ABERTA À COMUNIDADE MATELANDENSE

Temos vivido tempos difíceis, de apreensão. Da Dengue ao avanço do coronavírus que rapidamente se espalhou por vários países, causando receio e tirando vidas. O primeiro simples e fácil de combater. Este último, invisível aos olhos, algo novo que não temos muito conhecimento, mas que vem fazendo com que medidas extremas sejam tomadas a fim de tentar de alguma forma a sua contenção.

Ao mesmo tempo em que se prioriza a saúde e se obedece aos decretos de restrições e de fechamento do comércio com foco no distanciamento social é importante pensarmos na manutenção de empregos e de salários, de onde vêm os recursos da grande maioria dos trabalhadores.

Das empresas e dos salários vêm parte dos recursos aplicados na saúde, área tão importante no cotidiano e que é fundamental para enfrentamento de uma situação tão nova e atípica como a de agora. Análises feitas nos países mais afetados pelo coronavírus mostram que o índice de mortes é baixo e há grupos de risco. Com isso, e priorizando cuidados à vida, entendemos ser importante criar protocolos para proteger os mais vulneráveis.  

Nossa entidade com o intuito de solicitar medidas menos rígidas as regras de restrição do funcionamento do comércio que vem sendo adotadas em várias cidades não somente do Brasil mas do mundo, encaminhou na manhã desta quinta-feira 26, ofício ao Prefeito Municipal a fim de solicitar uma forma gradativa de retorno à normalidade econômica em nosso município, claro, com o devido respeito e cuidados fundamentais à saúde de todos, de higienização, prevenção e de combate à aglomeração de pessoas. 

A ACIMA entende e pede à todos respeito ao decreto em vigor, até juntos encontrarmos uma solução. Por isso pedimos cautela - nos referindo a todas as publicações que vêm sendo feitas desde a manhã de ontem e, frisando que não se trata de uma autorização, muito menos um comunicado como muitos disseminaram.

Entendemos que juntos, com serenidade e perseverança conseguiremos tirar nossa cidade, dessa situação tão particularmente dramática. E neste cenário, aguardamos um novo decreto do poder municipal a fim de evitar uma catástrofe que, se ocorrer em sua forma aguda, fará de muitos trabalhadores desempregados que ficarão sem os seus salários e sem a devida condição para sustentar as suas famílias.

 

Diretoria da ACIMA - Gestão 2018/2020

Fonte: